Velocifero

maio 20, 2008

por Eduardo Iribarrem*

Velocifero, nome do novo e quarto trabalho do Ladytron, traz muito do que a banda sabe fazer de melhor – bases eletrônicas, vocais excêntricos e muito uso de sintetizadores. Apesar de não inovar muito na fórmula de seu electropop, eles acertam por não mexer em time que está ganhando.

A faixa que abre o disco, Black Cat, primeira a ser divulgada, tem vocais em búlgaro da DJ e cantora Mira Aroyo. É boa, mas não tanto quanto Ghosts, o segundo single, que já ganhou clipe e tem uma batida pop tão grudenta que provavelmente irá bombar.

Velocifero mantém a característa sombria dos álbuns anteriores, a obscuridade se manifesta tanto em faixas mais dançantes como nas mais introspectivas, caso da distorcida Deep Blue.

Tem também muita influência do synth-pop oitentista, a maior prova disso acontece em Runaway. A pegada mais rock, que marcou o álbum anterior, também aparece em Season of Illusions – que, inclusive, lembra The Long Blondes – e Versus, que conta com um raro vocal masculino e encerra o disco.

Oficialmente o disco só sai em junho, mas já pode ser baixado com apenas alguns cliques. Velocifero é um achado para quem curte um electropop que é delícia tanto em casa quanto na pistinha.

Mais aqui.

*dj e jornalista, ele é dono do Algunas Cositas Más!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: